26/11/2022 +55 (42) 9991-4781

Handebol

Bruna de Paula crava mais um feito na Champions feminina

Brasileira marcou quatro vezes em vitória que derruba tabu de quase sete anos no europeu feminino. A goleira Babi Arenhart e Adriana Cardoso também se destacaram em resultados positivos como visitantes

Por André Rossi 24/09/2022 às 19:49:34

Bruna de Paula handebol Metz handball Champions League de handebol feminino Gyori(divulgação/EHF)

Após fazer 11 gols na rodada anterior, a brasileira Bruna de Paula foi "mais modesta" neste sábado (24), mas voltou a protagonizar um feito na Champions League de handebol feminino. Marcou quatro vezes na grande vitória do Metz Handball sobre o todo poderoso Gyori fora de casa. O time húngaro, pentacapeão europeu e finalista na temporada passada, não sabia o que era perder em seus domínios na competição desde outubro de 2015. E foi com folga: 28 a 24.

As outras duas brasileiras que jogaram no dia também foram destaque como visitantes. Adriana Cardoso marcou três na vitória do Buducnost sobre o Lokomotiva Zagreb jogando na Croácia e a goleira Babi Arenhart pegou 11 de 29 chutes contra sua meta na primeira vitória do Krim Mercator, contra o Banik Most na República Tcheca.

Imposição desde o início

Bruna de Paula chutou nove vezes para marcar os quatro gols contra o Gyori. Foram três no primeiro tempo e o outro nos trinta minutos finais. O Metz Handball, da França, assumiu o comando do marcador ainda nos primeiros minutos de jogo e colocou seis de vantagem no 13 a 7. As donas da casa cortaram dois e o confronto foi para o intervalo em 18 a 14. No segundo tempo, porém, o Metz seguiu melhor e impôs sete no 23 a 17, o suficiente para segurar a reação final das anfitriãs.

Liderança do Grupo B

Com os dois pontos, Bruna de Paula e companhia vão a cinco na classificação do Grupo B da competição, com duas vitórias e um empate, e desbancam justamente o Gyori da primeira colocação. O time da Hungria perde a primeira e fica com quatro pontos. A fase de classificação do europeu de handebol tem dois grupos de oito, com jogos em turno e returno dentro dos grupos. Ao final de 14 rodadas, os dois primeiros de cada chave vão direto para as quartas de final. Os segundos, terceiros, quartos e quintos colocados jogam uma repescagem para completar as quartas.

Babi Arenhart (divulgação/EHF/arquivo)


A Muralha

Como de praxe, Babi Arenhart fechou o gol do Krim Mercator. Desta vez, aproveitamento de 37,9% na vitória do time esloveno por 42 a 29 sobre o tcheco Banik Most, na República Tcheca. Jovana Risovic, a outra arqueira, também foi bem e pegou sete de 18, aproveitamento de 39,9%. Barbara Lazovic foi a artilheira do Krim Mercator com sete gols, atrás apenas de Adéla Striskova, do Banik Most. Com o resultado, o clube da Eslovênia soma os primeiros dois pontos no Grupo A na quinta colocação.

Na raça!

Já Adriana Cardoso, na vitória do montenegrino Buducnost sobre o Lokomotiva Zagreb, marcou três vezes em cinco arremessos, aproveitamento de 60%. O time da brasileira venceu no sufoco, 25 a 24, após perder o primeiro tempo por 14 a 13. Adriana marcou o 24º, já quase no último minuto de jogo. Milena Raicevic, artilheira com sete gols, fez o 25º. Foi a segunda vitória do Buducnost na Champions League de handebol feminino e a equipe vai a quatro pontos em terceiro lugar no Grupo B, porém a terceira rodada da Champions League ainda será completada.

Comunicar erro
Comentários