30/09/2022 +55 (42) 9991-4781

Volei

Com sete estreantes em Mundiais, seleção masculina começa a caminhada rumo ao tetracampeonato na sexta-feira

A estreia é nesta sexta-feira (26.08), contra Cuba, às 6h (de Brasília), em Ljubliana, na Eslovênia.

Por Assessorias 23/08/2022 às 17:59:40

Os sete estreantes da seleção masculina de vôlei (Créditos: Divulgação/CBV )

Dos 14 jogadores convocados por Renan Dal Zotto para a disputa do Campeonato Mundial, que começa na sexta-feira, sete disputam a competição pela primeira vez. Os ponteiros Rodriguinho e Adriano; o levantador Fernando Cachopa; os centrais Leandro Aracaju e Flávio; e os opostos Darlan e Felipe Roque também querem escrever seu nome na história de uma competição cheia de boas lembranças para o vôlei nacional - o Brasil esteve nas últimas cinco finais e conquistou três ouros e duas pratas. A estreia é nesta sexta-feira (26.08), contra Cuba, às 6h (de Brasília), em Ljubliana, na Eslovênia. O sportv 2 transmite ao vivo.

"Estou muito feliz por esta oportunidade, pois o Mundial fica atrás somente dos Jogos Olímpicos em importância. Estamos prontos como grupo. Passamos por algumas dificuldades e isso ajuda a moldar o time, para que a gente cresça no momento necessário. Espero contribuir neste momento tão importante para a seleção e para a minha carreira", diz o ponteiro Rodriguinho, de 26 anos.

O levantador Fernando Cachopa teve a oportunidade de disputar Mundiais em todas as categorias de base: sub-19, sub-21 e sub-23, da qual foi campeão em 2013. "Estar na seleção adulta sempre foi o meu sonho. Cada campeonato é uma história diferente a ser contada. Vamos começar uma nova nesta sexta-feira. Sou um cara muito positivo e estou confiante com este time", disse Cachopa.

O estreante mais experiente é o central Flávio, que aos 29 anos foi o terceiro bloqueador mais eficiente da Liga das Nações 2022. "Cada jogo será muito duro, uma pedreira atrás da outra. Mas confio na força deste grupo, ganharemos mais confiança a cada jogo. É uma honra vestir a camisa do Brasil, ainda mais em um momento tão importante como um Mundial. Já disputei três nas categorias de base, mas agora será uma experiência única. O frio na barriga estará presente, até porque jogar voleibol é o que nos faz sentir bem", diz Flávio.

O ponteiro Adriano, de apenas 20 anos, iniciou a carreira após se encantar com a conquista do ouro olímpico na Rio 2016, e hoje tem a oportunidade de dividir a quadra com os ídolos daquele time, como Bruninho, Wallace, Lucarelli e Lucão. "O voleibol é o que eu amo fazer da vida, nem sei explicar o sentimento de defender o Brasil em grandes competições. É o meu primeiro Campeonato Mundial adulto, e qualquer competição com esta equipe é sempre muito importante, um passo adiante na minha carreira, uma evolução. Espero que este seja o primeiro de muitos", Adriano.

Para a disputa do Campeonato Mundial, o técnico Renan convocou os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Darlan, Felipe Roque e Wallace; os centrais Flávio, Leandro Aracaju e Lucão; os ponteiros Adriano, Leal, Lucarelli e Rodriguinho; e os líberos Maique e Thales.


CAMPEONATO MUNDIAL – PRIMEIRA FASE

26.08 – BRASIL x Cuba, às 6h – sportv 2

28.08 – BRASIL x Japão, às 9h – sportv 2

30.08 – BRASIL x Catar, às 6h – sportv 2

Fonte: CBV

Comunicar erro
Comentários