18/08/2022 +55 (42) 9991-4781

Futebol

Athletico empata sem gols com o Flamengo e leva decisão da vaga para a Baixada

Time carioca coloca duas bolas na trave, para em Bento, e Furacão vê tudo em aberto por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil

Por André Ribas 27/07/2022 às 23:35:44

Flamengo criou as melhores chances, mas Furacão consegue segurar o empate sem gols. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Athletico suportou aos primeiros 90 minutos das quartas de final da Copa do Brasil. Em grande jogo, o Furacão adotou uma estratégia mais defensiva, viu o time carioca criar as melhores chances e ficou no empate sem gols com o rival, nesta noite de quarta-feira (27).

Agora, a decisão da volta fica para o duelo da volta, no dia 17 de agosto, na Arena da Baixada. Casa do time athleticano. O Rubro-Negro joga por um triunfo simples para ficar com a classificação. Um novo empate leva o jogo para os pênaltis. O gol fora não vale como critério de desempate.


Flamengo dita o ritmo, mas para em Bento; Athletico incomoda pouco no ataque

Ao lado de 65 mil torcedores no maracanã, o Flamengo procurou ter a bola e impor o ritmo da partida nos primeiros minutos. Do outro lado, o Athletico apostou na solidez defensiva, com uma linha de três, e nas transições ofensivas para surpreender os donos da casa.

Com um grande volume ofensivo, o time carioca começou a criar boas oportunidades. Na primeira, João Gomes recebeu o passe na área, pela esquerda. Antes de finalizar, Bento saiu do gol para salvar o Furacão. Na segunda chance, Pedro deu um leve toque após cruzamento e exigiu boa defesa do goleiro athleticano. Um Flamengo superior, com 64% de posse nos primeiros 45 minutos.

Já o Rubro-Negro não encontrou o caminho do seu jogo quando ficava com a bola. Com dificuldades na armação, a equipe se viu acanhada no campo de defesa e sem conseguir acionar a sua velocidade nos contra-ataques. Porém, sem chegar ao ataque. A primeira chance foi aos 45?. Em jogada de Terans, o meia acionou Fernandinho, pela direita, na entrada da área. O volante finalizou forte, mas mandou pela linha de fundo. Sem a bola, o protagonismo ficou com o goleiro Bento. Boas intervenções, com muita segurança na meta athelticana.


Flamengo mantém pressão, coloca duas bolas na trave, mas o Furacão se segura

A proposta não mudou. Em busca de conquistar um bom resultado em casa, o Flamengo seguiu na pressão. Aos 5?, a equipe quase abriu o placar. Em cruzamento de Arrascaeta, Pedro apareceu para desviar no primeiro pau. A bola acertou o poste de Bento e saiu pela linha de fundo.

Com dificuldades no ataque, o técnico Felipão resolveu realizar duas trocas no Athletico. Vitinho e Marcelo Cirino entraram nas vagas de Terans e Cuello. Já Dorival Júnior apostou em Vidal e Everton Cebolinha para seguir com sua força ofensiva.

Aos 20?, o time carioca por pouco não abriu o placar. Após lance pela direita, Gabigol ficou com o gol aberto de dentro da área. Na finalização, Khellven, de cabeça, fez uma "defesa" para evitar o que seria o primeiro gol da partida. Na sequência, o camisa nove carimbou o travessão de Bento

O duelo esfriou com o passar de tempo. Melhor para o time athleticano. Aos 47?, Erick apareceu no primeiro pau, de cabeça, e mandou muito perto do gol. Apesar da pressão do adversário, o Furacão conseguiu não ser vazado e levou o empate para decidir a classificação na Arena da Baixada. Nos acréscimos, David Luiz xingou o árbitro e acabou sendo expulso. Mas o resultado não mudou. 0 a 0.


FICHA TÉCNICA – FLAMENGO 0 x 0 ATHLETICO

Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 21h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP/FIFA)

Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP/FIFA)

Assistente 2: Alex Ang Ribeiro (SP)

Quarto árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)

Árbitro de vídeo: Wagner Reway (PB)

Flamengo:Santos; Rodinei , Léo Pereira, David Luiz e Filipe Luís (Ayrton); João Gomes (Vidal), Thiago Maia, Everton Ribeiro (Everton Cebolinha) e Arrascaeta; Pedro e Gabigol.

Técnico: Dorival Júnior.

Athletico: Bento; Khellven, Nico Hernández, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Hugo Moura, Erick e Fernandinho (Cittadini); Terans (Vitinho) e Cuello (Cirino).

Cartões amarelos: Gabigol, Arrascaeta, Léo Pereira (FLA). Bento, Erick, Cittadini, Fernandinho (CAP).

Fonte: Banda B

Comunicar erro
Comentários