18/08/2022 +55 (42) 9991-4781

Volei

Tainá e Vic: aprendizado na convivência com Duda

Jovem dupla busca tirar proveito da proximidade com a campeã mundial Duda

Por portal 27/07/2022 às 22:21:01

O título do Campeonato Mundial de vôlei de praia conquistado por Duda em junho, ao lado de Ana Patrícia, serve de inspiração hoje, mas a relação de Tainá e Vic com a jogadora é bem mais antiga. As duas foram treinadas pela técnica Cida Lisboa, mãe da campeã mundial. Além disso, tanto Tainá (em 2013) quanto Vic (em 2016) conquistaram o Mundial sub-19 jogando exatamente ao lado de Duda. Esta semana, as três estão mais uma vez em quadra, na sétima etapa do Campeonato Brasileiro, em Campo Grande (MS). Tainá/Vic e Duda/Ana Patrícia só entram em quadra a partir de sexta-feira, quando começa o Top 8, mas a competição na arena montada no Parque das Nações Indígenas começou nesta quarta-feira, com o qualifying do Aberto que tem jogos até as 17h.

– Treinando e morando com Duda e Cida, a gente acabou criando um laço de família. Eu considero a Duda como uma irmã, a Cida como uma mãe. A gente criou esse laço muito forte fora das quadras – explica Vic, de 22 anos.

A proximidade que vem de longa data se mantém, já que Tainá/Vic e Duda/Ana Patrícia fazem parte da mesma equipe: o Praia Clube, de Uberlândia.

– Quando você tem uma dupla campeã mundial ao lado, isso dá a motivação de ter alguém como referência, te obriga a querer mais. A gente diz que somos uma família na verdade, porque fora da rotina profissional, também fazemos tudo junto, viajamos, tiramos férias – diz Tainá.

Dias depois que Duda e Ana Patrícia venceram o Campeonato Mundial, em Roma, Tainá e Vic disputaram sua primeira final no Top 8 do Circuito Brasileiro, conquistando a prata na etapa de Vila Velha (ES). Ter as campeãs mundiais na mesma equipe ajuda dentro de quadra, principalmente nas etapas do Circuito Mundial.

0 Está sendo muito legal viajarmos juntas. Chega até a ser engraçado. Em uma etapa, nossos quartos eram um do lado do outro e tinha uma porta entre eles. Fomos na recepção, pedimos para abrir, e ficamos a etapa toda em um quarto único. E é bom também que se a Tainá não quer ir ao mercado, eu digo logo "Duda, vamos lá comigo" – se diverte Vic.

Rodar o Circuito Mundial, aliás, virou rotina para Tainá e Vic em 2022. Elas disputaram oito torneios da competição na temporada, o maior número entre as duplas brasileiras.

– Está sendo uma experiência nova para a gente. Alinhamos com a comissão que esse ano disputaríamos o máximo de etapas possíveis, porque essa experiência faz parte do processo. É isso que vai deixando a gente mais forte – explica Vic.

Comunicar erro
Comentários