20/08/2022 +55 (42) 9991-4781

Automobilismo

RBR quer superar memória de batida que tirou Verstappen do GP da Inglaterra

Chefe da equipe austríaca, Horner quer reparar passado traumático na edição anterior da etapa no Circuito de Silverstone, que receberá F1 neste fim de semana

Por Redação GE 27/06/2022 às 17:45:44

Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram na segunda volta do GP da Inglaterra ?- Foto: AP Photo/Jon Super

Há quase um ano, a RBR viu ruir uma vantagem construída na F1 em cinco corridas, com o toque de Lewis Hamilton em Max Verstappen na largada do GP da Inglaterra - um contexto parecido com o atual momento do time. E para a prova deste ano no Circuito de Silverstone, neste fim de semana, o objetivo da equipe austríaca é deixar para trás as marcas de um episódio crucial na decisão do campeonato.

- Silverstone foi muito difícil para nós no ano passado. Chegamos lá com uma vantagem saudável na ocasião e assim será novamente este ano. É um dos melhores circuitos do calendário e tenho certeza de que haverá uma grande torcida para os pilotos da Mercedes, mas estaremos empolgados e visando superar o que aconteceu no ano passado - disse Christian Horner, chefe da RBR.

Na ocasião, a equipe de Max Verstappen e Sergio Pérez havia assumido a liderança do campeonato de construtores com o triunfo do holandês, então novo líder do Mundial de pilotos, em Mônaco. A partir dali, foram mais quatro vitórias consecutivas no Azerbaijão, França e a rodada dupla na Áustria.

O fim de semana na Inglaterra começou com vantagem; Verstappen venceu a corrida classificatória que lhe rendeu a pole position da etapa. Porém, foi tocado pelo rival Hamilton na curva Copse ainda na largada e atingiu a barreira de proteção com impacto de 51G.

Hamilton foi responsabilizado e punido pelo lance com 10s, caindo para quinto. na corrida. Porém, reverteu o cenário e venceu a prova, resultado fundamental para que ele retomasse a liderança junto com a Mercedes na etapa seguinte, da Hungria. Verstappen virou o jogo no fim e foi campeão, mas foi a equipe alemã quem levou o título de construtores.

Hoje, a RBR tem seis vitórias consecutivas com Verstappen e Pérez no campeonato que lidera, assim como o holandês. A Mercedes, por outro lado, é apenas terceira no Mundial, sofrendo para resolver os problemas de seu carro de 2022, o W13.

No entanto, Horner não subestima os rivais; com a resolução dos saltos do carro e o ritmo notável no GP do Canadá, no qual Hamilton chegou em terceiro, ele acredita que o time alemão poderá se aproximar das líderes da F1 em até duas corridas. E há, ainda, o perigo da vice-líder Ferrari, que vem numa fase ruim mas não deixa de crer na possibilidade de reverter o cenário.

- Lá, como Barcelona, ??será uma corrida forte para a Ferrari. O ritmo de corrida da Mercedes também foi forte, então isso pode ser um fator nessa corrida. Estou ouvindo que a Ferrari trará algumas atualizações também. Vai ser interessante - avaliou o gestor da RBR

.

Comunicar erro
Comentários