Sonda soviética que vaga pelo espaço há 47 anos deve cair na Terra neste ano

0

A sonda Kosmos 482, lançada pela União Soviética em março de 1972, no auge da corrida especial, deve cair na Terra ainda este ano. A previsão inicial era que o retorno ao planeta ocorresse entre 2023 e 2025, mas cálculos refeitos pelo “Space.com” corrigiram as expectativas.

O lançamento da Kosmos 482, que tinha como objetivo aterrissar em Vênus, foi desastroso. A sonda se partiu em quatro pedaços. Dois deles caíram em abril do mesmo ano em área rural de Ashburton (Nova Zelândia). Ninguém se feriu. Os outros dois – incluindo o módulo de aterrissagem – continuaram orbitando a Terra por décadas, tornando-se lixo espacial.

PUBLICIDADE_____________________________________________________________

A Kosmos 482 foi a segunda etapa de um projeto soviético de exploração de Vênus. Na primeira parte, a sonda Venera 8 conseguiu com sucesso aterrissar no planeta vizinho. Transmitiu informações por 50 minutos até sucumbir à enorme pressão atmosférica de Vênus.

Cientistas estimam que as partes restantes da Kosmos 482 atinjam a superfície terrestre “inteiras”, já que a sonda foi projetada para resistir à densa atmosfera de Vênus.

Nas tensões da Guerra Fria, o governo soviético não reconheceu ser dono das partes da sonda que caíram no território neozelandês. Com o fim do comunismo, não se sabe qual será a postura de Moscou para o próximo capítulo da novela espacial da Kosmos 482.

loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here