18952843_1052562491545534_4042305370296147714_n

Da Editoria de Esportes

Com ginásio cheio o Brasil  venceu Portugal 35 a 29 e faturou o  título do III Torneio Quatro Nações Feminino. A partida aconteceu na manhã deste domingo (11) no Poliesportivo Adib Moyses Dib, em São Bernardo (SP).

A equipe comandada interinamente pelo técnico  Sérgio Luiz Graciano conquistou o torneio que começou na sexta-feira (9) de forma invicta. Na estréia ganhou no Chile (40 a 1)e no sábado (10) a República Dominicana por 36 a 9.

Contra Portugal, na decisão do título, o compromisso mais difícil mas mesmo assim o Brasil fechou o primeiro tempo na frente. Sérgio Graciano mandou a quadra as atletas mais experientes e mesmo assim, no início da etapa, Portugal conseguiu fazer uma certa pressão, atrapalhou a defesa brasileira e levou os primeiros minutos com bastante igualdade no placar, chegando até mesmo a ficar na frente. No final da primeira parte o Brasil conseguiu deslanchar. Encontrou espaço no ataque e abriu cinco gols (17 a 13).

Na segunda etapa, as brasileiras seguiram com os contra-ataques com velocidade, principalmente explorando as pontas, e conseguiram manter a vantagem por volta dos cinco gols o tempo todo. O revezamento das equipes foi mantido, permitindo, assim, ao treinador seguir com a avaliação que precisa para definir as atletas que seguirão para o Pan-Americano.

“Hoje a nossa primeira equipe não defendeu bem. No segundo tempo melhorou um pouco, mas ainda esteve abaixo do que esperamos delas defensivamente. A partir de quarta-feira teremos 16 atletas e começaremos a misturar as atletas e implantar a equipe ideal defensiva. Até aqui tivemos três grupos de trabalho e a partir de agora vamos trabalhar com a Seleção Brasileira”, disse Graciano, explicando o sistema que tem sido utilizado desde o início da fase.

A armadora Duda Amorim, como uma das mais experientes do time, também fez uma avaliação crítica sobre a atuação brasileira. “Acredito que hoje a nossa defesa deixou a desejar. Não foi um trabalho muito bom. Mas, é um novo ciclo que está vindo. Temos muitas meninas com talento, mas precisamos de muito trabalho juntas. O Graciano já está buscando isso e acho que com a chegada do Jorge Dueñas (técnico espanhol que assumirá a Seleção a partir de agosto) e a implementação de um trabalho mais coletivo vai ser bom para nós. Agora para o Pan acredito que temos equipe e energia para nos classificarmos. Isso é o mais importante. E, mais para a frente continuamos o resto do trabalho.”

Brasil e Portugal voltam a se encontrar nesta terça-feira (13), às 19h30, no mesmo local, em um amistoso que ainda faz parte da preparação da equipe nacional para o Pan.

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA