Na próxima terça-feira (18), o Brasil estreia no Mundial Júnior Masculino de Handebol cheio de boas expectativas. Com uma geração promissora, a Seleção vai à Argélia com o objetivo de melhorar a participação brasileira no campeonato, que foi o sexto lugar em 2013 – a melhor de uma equipe masculina em Mundiais. A equipe encerra os preparativos neste domingo (16) em Taubaté (SP) e, então, embarca para Argel. A capital do país africano receberá os jogos dos quatro grupos, que juntos reúnem 24 países.

Animados, os jovens atletas projetam uma participação bastante positiva para o Brasil, que faz parte da Chave C, junto com Burkina Faso, Espanha, Macedônia, Rússia e Tunísia. O primeiro confronto do País será na terça-feira, às 6h (horário de Brasília), contra os espanhóis.

“Nossa expectativa é jogar o mais forte possível e garantir todas as vitórias no grupo. O time mais difícil da chave é a Espanha. É o último campeão europeu e eles têm um trabalho muito bom”, destacou o capitão do time, Leonardo Abrahão. “O Jordi (Ribera), que era técnico do Brasil, está lá e conhece bem a nossa equipe. É o primeiro jogo da fase, mas vamos tentar imprimir nosso ritmo para estar o melhor possível”, acrescentou.

O central acredita que o fato de a equipe jogar junto há um bom tempo pode contribuir significativamente. “Vamos tentar equilibrar todas as partidas. A nossa defesa é nosso ponto alto. Nosso grupo já se conhece bastante. Há dois anos que treinamos juntos, e muitos têm contato nos clubes também. Esperamos chegar o mais longe possível e ter uma boa performance no campeonato.”

O técnico do Brasil na competição é Helio Lisboa Justino. Ele conta que esses dias em Taubaté (SP) têm sido fundamentais para retomar o trabalho que já vinha sendo feito com o grupo. “Tentamos relembrar algumas coisas durante os treinos que já tivemos, principalmente sobre a defesa 5:1, que é nosso ponto forte. A ideia é defender bem e sair bem nos contra-ataques. Essa é a proposta da nossa defesa”, descreveu Helinho, que por muito tempo vestiu a camisa verde e amarela em quadra, defendendo a Seleção.

No grupo A do Mundial estão Alemanha, Chile, Coreia do Sul, Hungria, Ilhas Faroé e Noruega. Na chave B estão Dinamarca, Egito, Eslovênia, França, Qatar e Suécia; e Argélia, Argentina, Croácia, Islândia, Kazaquistão e Marrocos compõe o grupo D.

Leonardo Abrahão, capitão da equipe
Leonardo Abrahão, capitão da equipe

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA