Câmera de segurança flagra momento em que deputado federal é assassinado no México

Um político mexicano foi morto a tiros enquanto tirava uma selfie com uma eleitora no município de Piedras Negras, no estado de Coahuila. Câmeras de segurança flagraram o momento em que o candidato a deputado federal Fernando Purón Johnston tirava uma foto com uma mulher quando o assassino se aproxima por trás e atira. O assassino fugiu. Johnston saía de um debate com outros candidatos que vão concorrer às próximas eleições com ele. O crime ocorreu na última sexta-feira.

Johnston, ex-prefeito do município de Piedras Negras, era do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e estava no prédio da Universidade Autônoma de Coahuila, no Norte do país, na semana passada quando o assassinato ocorreu. O pedido da selfie veio quando ele se preparava para deixar o local.

O governador de Coahuila, Miguel Riquelme Solís, informou que a principal linha de investigação aponta o crime organizado como o responsável pela morte do político. A maioria das pessoas presentes na cena do crime já testemunharam e o vídeo de diversas câmeras de segurança espalhadas pelo local estão sendo analisados pela polícia.

O governador acrescentou que uma unidade de inteligência da Polícia Federal mexicana foi ao estado de Coahuila para obter mais detalhes do vídeo do homicídio, que permitam ver com mais clareza a descrição do assassino.

— O homicídio foi covarde. Querem deixar uma mensagem. Minha posição é firme: vamos seguir combatendo o crime — afirmou Solis, segundo o jornal mexicano “El Universal”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here