Sem Léo e Marcos, com Renatinho e Ítalo machucados e tendo perdido Alex Santana, o Paraná Clube viu sua eficiente espinha dorsal se reduzir em campo ao zagueiro Eduardo Brock e ao meia Guilherme Biteco. Por isso, para dar mais opções de qualidade ao técnico Cristian de Souza, a diretoria de futebol tricolor voltou ao mercado. E quer anunciar contratações o mais rápido possível.

O diretor Rodrigo Pastana admitiu após a vitória da terça-feira (13) contra o Náutico que o Tricolor precisa reforçar o elenco, e que o clube pretende resolver este problema logo. “Nós estamos procurando. Acredito que de cinco a dez dias podemos anunciar alguém”, disse o responsável pela montagem do elenco paranista.

O foco está nos clubes da Série A. E há dois motivos para isso. O primeiro, natural, é que a tendência é que jogadores de melhor qualidade sejam encontrados, mesmo que estejam em disponibilidade. O segundo é financeiro – com equipes que têm maior poderio financeiro, um acordo de cessão de atletas com pagamento de salários é mais possível.

Pastana confirma que o caminho é esse mesmo. “Estamos observando inclusive de times da primeira divisão que possuem uma lista de jogadores para empréstimo. Mas tem que se encaixar na realidade financeira do Paraná”, afirmou. Isto significa que o Tricolor não vai investir para contratar. Ainda sem a liberação dos prêmios e dos direitos de TV por conta de problemas judiciais, o clube não quer entrar em novas dívidas.

Defesa

O trabalho de Cristian de Souza foi defendido por Rodrigo Pastana. Após o empate com o Londrina e a derrota para o Guarani, a pressão sobre a comissão técnica aumentou bastante, e havia o rumor até de demissão. Mas o cartola elogiou o treinador. “Nós aprovamos o que o Cristian faz. O trabalho no dia a dia é correto, assim como o do Wagner (Lopes) também era”, disse Pastana, que foi o responsável por contratar Cristian, que estava no Rio Branco.

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA