Número de acidentes na BR-376 cresce 30%

14

Um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra que cresceu em 30% o número de acidentes registrados na BR-376 entre 1º de janeiro e 2 de outubro. Os dados comparativos levam em conta igual período em 2016 e 2017. O levantamento abrange a circunscrição da delegacia que vai do quilômetro 348 (Rio Formiga – Ortigueira) ao quilômetro 530 (Rio Tibagi – divisa entre Ponta Grossa e Palmeira).

Em 2016 os números chegaram a 328 acidentes com 37 mortos e 276 feridos. Já neste ano eles somam 427 acidentes com 29 mortos e 356 feridos.

Em ambos os anos, segundo a própria PRF, as causas principais das ocorrências foram a falta de atenção e o excesso de velocidade, que correspondem, nos dois balanços, a 51% dos acidentes.

Ainda com base na PRF, equipes realizam operações com o emprego de radar quase que diariamente para tentar coibir a conduta errônea de alguns motoristas – o objetivo principal é a redução dos números de acidentes.

Na noite da última segunda-feira (02) o motorista do caminhão que causou um acidente fatal na rodovia, próximo ao viaduto do Santa Terezinha, também morreu. Rodrigo Eduardo Barbosa Magalhães, 26 anos, dirigia o bitrem que cruzou o canteiro central da rodovia e atingiu outro caminhão.

Com a colisão, os veículos acabaram prensando uma caminhonete e o motorista, Raiel Borges Policeno, 73 anos, morreu na hora. O acidente aconteceu na última quarta-feira (27). O caminhoneiro Rodrigo Eduardo chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Bom Jesus, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Medidas simples podem contribuir para a segurança 

Segundo as recomendações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista, ao utilizar uma rodovia,  deve evitar o excesso de velocidade, obedecer a sinalização, tomar cuidado com as ultrapassagens, observar as condições dos veículos, usar cinto de segurança, assento adequado para crianças e não ingerir bebida alcoólica quando estiver ao volante – durante o feriado da independência 125 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de bebidas. O número foi equivalente a um flagrante de embriaguez a cada 58 minutos. É obrigatório o uso do farol baixo durante o dia nas rodovias. O condutor precisa também se policiar para não utilizar o aparelho celular.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here