Durante o GP da Hungria, a Mercedes obrigou Valtteri Bottas a ceder a terceira colocação para Lewis Hamilton, contudo o inglês devolveu a posição para seu companheiro de equipe após não conseguir ultrapassar Kimi Raikkonen, piloto da Ferrari que encerrou a prova na segunda colocação. Após a corrida, a escuderia britânica admitiu que pode se arrepender da troca se acabar perdendo o Mundial de Pilotos da Fórmula 1.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, admitiu que o time pode pagar o preço pela decisão, no entanto ressalta que isso reforçou o espírito de justiça na escuderia, o que, para ele, trará frutos no futuro.

“Dizer que eu não me arrependeria da decisão seria muito ingênuo. A verdade é que, se perdemos o campeonato por esses dois ou três pontos, todos dirão que foi por causa de Budapeste. E eu seria o primeiro a me crucificar”, afirmou o executivo.

Ontem, na Gazeta Esportiva

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA