O médico-legista Daniel Colman do Instituto Médico-Legal (IML) em Curitiba foi demitido do cargo por ter emitido um laudo de exame de necrópsia com conclusão falsa quanto à causa da morte da fisiculturista Renata Muggiati, em 2015.

O decreto de demissão, assinado pela governadora Cida Borghetti (Progressistas), foi publicado nesta sexta-feira (8) no Diário Oficial do Estado do Paraná. A decisão foi tomada com base no relatório final de um processo administrativo disciplinar, que apurou o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here