O Dia dos Pais está chegando e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) conversou com consumidores do Estado. Neste ano, um número menor de pais será presenteado. Entre os entrevistados, 62% afirmaram que pretendem comprar presentes para a data, o que representa queda em relação ao ano passado, quando esse percentual foi 68%. Em 2015, 61% os paranaenses disseram que pretendiam presentear e em 2014, essa parcela era de 72%.

Dos consumidores que responderam negativamente à sondagem, boa parte justifica que não vai comprar nada em função da ausência do pai ou por falta de condições financeiras.

O tíquete médio neste ano baixou e deve ficar em R$99,00. Em 2016 era de R$109,75 e em 2015, R$104,50.

A maioria dos filhos (66%) deve optar por presentes mais baratos, na faixa de R$50,00 até R$ 100,00. Outros 19% pretendem comprar produtos com preços entre R$101,00 e R$150,00. Os que pretendem investir entre R$151,00 e R$200,00 somam 10% e os mais generosos, que gastarão mais de R$200,00, representam 5%, apontando queda ante 2016.

Presentes citados

Da mesma forma que nos anos anteriores, os presentes mais citados foram roupas e calçados, com 65%. Os cosméticos e perfumes serão a opção de 15% dos filhos para presentear seus pais no dia 13 de agosto. Outros presentes variados, que incluem chocolates, vinho ou o valor do presente em dinheiro, devem ser a escolha de 10% dos compradores. Livros e outros materiais de livrarias somam 5%. Os eletrônicos e os móveis ou utensílios domésticos representam 2% cada. Com 1% em ambas as opções, as viagens e cestas matinais também foram citadas pelos consumidores.

Pagamento

Mesmo sendo os mais endividados do Brasil, 56,6% dos paranaenses não desejam contrair mais débitos futuros ao comprar o presente para o pai e por isso 30,9% devem realizar o pagamento em dinheiro e 25,7% vão pagar no cartão de débito.

O cartão de crédito para o vencimento será a opção de para 22% das compras neste Dia dos Pais. O parcelamento no cartão de crédito será utilizado por 18,3% dos entrevistados e 3% devem realizar outras formas de pagamento, como boleto bancário, parcelamento pela loja ou crediário.

Local da compra

Os consumidores se mostraram divididos na preferência entre comprar o presente em shoppings centers (43%) ou lojas do comércio, sejam aqueles localizadas no próprio bairro (17%) ou no centro da cidade (26%).

As compras pela internet serão a preferência de 7% dos filhos. Na sequência ficaram os hipermercados (2%) e o comércio informal (2%).

Metodologia

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) ouviu 320 consumidores entre os dias 19 e 28 de julho.

 

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA