Com um gol no final da partida, aos 44 minutos do segundo tempo, o Atlético Paranaense desencantou no Campeonato Brasileiro 2017 e bateu o Atlético Mineiro, em pleno estádio Independência, e jogando toda a etapa final com um jogador a menos. O lateral Jonathan admite que após a expulsão de Lucho Gonzalez o domínio foi total do Galo, mas o Furacão conseguiu segurar a pressão e aproveitar a chance que teve.

“A gente sabe que o volume de jogo foi do Atlético Mineiro, muito em função do jogador a menos que tivemos. Mas isso é futebol”, disse o jogador, que desta vez viu a sorte mudar de lado. “Com certeza muitos não acreditavam. Foi infelicidade do atleta deles e isso acontece. No jogo passado foi com o nosso. Conseguimos somar três pontos, e esperamos que a má fase tenha ficado no jogo passado. E que agora que venham as vitórias”, emendou.

Autor do gol rubro-negro, o lateral Sidcley, que mais suma vez deu sinais que seu posicionamento ideal talvez seja um pouco mais avançado, comemorou o bom aproveitamento, com o time finalmente transformando a atuação em vitória. “O time todo se doou bastante e tive a oportunidade de fazer o gol e conclui. A gente estava jogando bem, mas não estava vindo o resultado positivo. Hoje conseguimos”, avaliou.

Já o técnico Eduardo Batista contou que antes da partida pediu uma atitude mais intensa do grupo e, sem tempo para comemora, já pensa no Atlético Goianiense, o próximo adversário. “A gente precisava de algo mais, de uma briga, de um corpo a corpo maior. E veio uma grande vitória. É uma vitória emblemática para esse momento. Uma atuação convincente, sólida. E sábado, daqui dois dias, tem mais jogo. Temos que buscar mais uma vitória para continuar subindo”, concluiu.

Veja como foi: Atlético-MG 0 x 1 Atlético-PR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here