quinta-feira , 21 setembro 2017
Últimas Notícias

Daniele Hypolito é ouro no último dia da etapa de Varna da Copa do Mundo

Apesar de não ser convocada para o Mundial de ginástica artística de Montreal, em outubro, Daniele Hypolito não se deixou abater e fez bonito na etapa de Varna da Copa do Mundo, na Bulgária, neste domingo. Aos 32 anos, a experiente atleta conquistou o ouro na trave com a nota 13.750. Além dela, Caio Souza, na barra fixa, e Thaís Fidelis, no solo, levaram o Brasil ao lugar mais alto do pódio em mais duas oportunidades.

Hypolito foi bem na trave e venceu com sobra. A britânica Georgia Fenton, medalha de prata, somou apenas 12.500 pontos, enquanto a terceira colocada, a búlgara Pamela Georgieva alcançou os 11.800. Thaís Fidelis terminou esta prova apenas na sexta colocação (11.700).

No solo, porém, uma inversão de desempenho: Daniele foi a quarta (12.600), enquanto Fidelis conquistou o ouro. Convocada para o mundial, a brasileira venceu a disputa com 13.500 pontos, contra 12.950 da canadense Shallon Olsen (prata) e 12.750 da egípcia Farah Hussein (bronze).

No masculino, Caio Souza primeiro garantiu a medalha de bronze nas paralelas, com 14.450. Na sequência, voltou a competir na barra fixa e garantiu o lugar mais alto do pódio, com 14.200 pontos. No salto, Arthur Nory ficou em quarto (14.225).

Com cinco ouros e três bronzes, a Seleção Brasileira encerrou a participação na etapa de Varna da Copa do Mundo. Diante do desempenho, o coordenador técnico brasileiro já projetou o Mundial: “Os resultados mostram que, com notas de partidas altas, somos muito competitivos. Necessitamos melhorar nossa execução e assim alcançar resultados ainda melhores, pois no Campeonato Mundial vamos competir com o que cada país tem de melhor”, disse Marcos Goto à Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*