O Coritiba voltou a vencer no Campeonato Brasileiro em grande estilo. Depois do jejum de quatro rodadas, o Verdão, praticamente perfeito defensivamente, venceu o São Paulo por 2×1, na noite desta quinta-feira (3), no Morumbi, chegou aos 22 pontos, subiu para a 12ª posição e deixou a zona de rebaixamento da competição nacional. O time alviverde terá agora, para subir de vez na tabela e se afastar da área de risco do Brasileirão, voltar a vencer em casa, neste domingo, às 16h, quando enfrenta a Chapecoense, no Couto Pereira.

O primeiro tempo no Morumbi foi de ataque contra defesa. O São Paulo pressionou o Coritiba desde o início do jogo, mas também deu espaços ao Verdão. Em um desses lances, aos 6 minutos, Alecsandro aproveitou cruzamento, cabeceou no canto e o goleiro Renan Ribeiro defendeu. O tricolor paulista, mais agudo, quase marcou aos 18 minutos, mas Cueva por pouco errou o alvo em cobrança de falta.

Sempre perigoso nas investidas pelo lado direito, o São Paulo criou sua melhor chance na etapa inicial aos 26 minutos. Marcinho chutou forte da entrada da área, Wilson salvou e Cueva perdeu grande oportunidade no rebote. Apesar de estar bem postado defensivamente, o time alviverde não conseguia colocar a bola no chão e atacar os donos da casa.

Cada vez mais recuado, o Coritiba obrigou o São Paulo a apostar nas ligações diretas e nas bolas aéreas. Aos 41, depois do cruzamento de Cueva, Rodrigo Caio cabeceou e Wilson defendeu. Na pressão do tricolor paulista, foi a vez de Bruno cruzar e o zagueiro Rodrigo Caio apareceu de novo na área e, desta vez livre, o defensor mandou para fora a última chance do primeiro tempo.

Com João Paulo na vaga de Jonas, o Coritiba apostou de vez na marcação na etapa final. Cada vez mais ofensivo, o São Paulo passou a dar espaços para o Coritiba. O Verdão, então, conseguiu abrir o placar aos 12 minutos. Rildo fez boa jogada e foi derrubado por Bruno dentro da área. Na cobrança do pênalti, Carleto bateu bem e fez o primeiro.

O São Paulo, então, já com Marcos Guilherme em campo, foi para o tudo ou nada, mas esbarrava na boa postura defensiva do Coritiba. Aos 14, no chute de Lucas Pratto, na área, Wilson fez grande defesa. O tricolor paulista, sem conseguir penetrar na defesa alviverde, insistia nas bolas aéreas e que eram bem controladas pelo Coxa.

Com o contra-ataque a sua disposição, o Coritiba ampliou a vantagem aos 22 minutos. Logo depois de entrar em campo, Filigrana recebeu de Rildo, marcou o segundo e colocou ainda mais pressão no São Paulo. O time coxa-branca, por sua vez, passou a jogar mais tranqüilo e explorando os erros dos donos da casa.

Mas o São Paulo, todo no campo do Coritiba, pressionava a todo instante. Nos cruzamentos, quando a defesa não tirava, o goleiro Wilson conseguia controlar a pressão são-paulina. Aos 30 minutos, Jonathan Gomez arriscou de fora e o goleiro alviverde fez outra grande defesa. Depois, foi a vez de Cueva, em cobrança de falta, assustar o Coxa.

Cada vez mais presente no ataque, o São Paulo chegou perto de marcar com Lucas Pratto aos 40 minutos, mas o goleiro Wilson fez outra grande defesa e garantiu o resultado. Na sequência, Cueva tabelou na área, chutou forte e o arqueiro alviverde fez outro milagre. Mas tinha que ser com emoção. Aos 43, depois da cobrança de escanteio, Denilson marcou para o tricolor paulista e colocou fogo no jogo. O time da casa foi com tudo para o ataque, mas prevaleceu a boa marcação e postura defensiva do Coxa, que garantiu a vitória no Morumbi.

Share This:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA