Brasil se classificou para a semifinal da Copa América ao vencer o Paraguai nos pênaltis por 4 a 3, na Arena do Grêmio, nesta quinta-feira. No tempo normal das quartas de final, o confronto terminou empatado sem gols, pois a equipe do técnico Tite esbarrou na forte marcação dos paraguaios. Apesar de ter ficado com um mais em campo no segundo tempo, com a expulsão de Balbuena, os brasileiros também acabaram parando no goleiro Gatito Fernandez.

Na disputa dos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro Alisson, que pegou a penalidade de Gustavo Gómez. Já Derlis González chutou para fora. Para o Brasil, converteram Willian, Marquinhos, Coutinho e Gabriel Jesus. Já Roberto Firmino desperdiçou sua oportunidade. A partida contou com a presença de Neymar na torcida, assistindo junto com Casemiro e o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Foto: Raul Arboleda/AFP
PUBLICIDADE_____________________________________________________________

Agora, o Brasil espera o vencedor do confronto entre Venezuela e Argentina, que se enfrentam nesta sexta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã. O jogo da semifinal está marcado para o dia 2 de julho, terça, às 21h30, no Mineirão.

O Jogo – O selecionado canarinho tomou a iniciativa, enquanto os paraguaios se fecharam na defesa e especularam jogadas de contra-ataque. Aos 3, Everton recebeu pela esquerda, trabalhou com Daniel Alves pelo meio, puxou para a esquerda e rolou para Firmino, que dominou e chutou fraco para defesa tranquila de Gatito. No minuto seguinte, Firmino foi lançado por Everton na direita, puxou para o meio e deixou novamente para o atacante, que dominou e chutou, mas o arqueiro defendeu.

A seleção do Paraguai adotou uma marcação forte, e o Brasil teve dificuldade de encontrar espaços na defesa. Sempre que pegava na bola, o atacante Everton era ovacionado pela torcida. Os torcedores tentaram incentivar os comandados de Tite. Com um adversário bem fechado, o Brasil tentou através da bola aérea abrir o placar.

Para evitar que o jogo fluísse, os paraguaios fizeram muitas faltas. Aos 22, Coutinho interceptou saída da defesa paraguaia e acionou Firmino dentro da área. O atacante dominou, mas a bola escapou e Gatito ficou com tranquilidade.

Que chance o Paraguai perdeu, aos 28, quando Arzamendia cruzou da esquerda para Derlis, que dominou pelo lado direito, livre, chutou forte e Alisson fez grande defesa. Mesmo com mais posse de bola, o Brasil não conseguiu criar oportunidade clara. O centroavante Gabriel Jesus, inclusive, completou 600 minutos sem balançar as redes em jogos oficiais do Brasil. Aos 39, Filipe Luís deu ótimo passe para Coutinho na esquerda, entrou na área, chutou de canhota, rasteiro, mas Gatito ficou com a bola.

Na etapa inicial, o Brasil enfrentou um ferrolho paraguaio e foram raras as vezes em que conseguiu levar perigo à meta de Gatito. O atacante Everton vinha sendo o jogador mais lúcido da Seleção. Apesar de jogarem fechados, os paraguaios tiveram a melhor chance de fazer o gol.

O panorama no segundo tempo seguia igual ao do primeiro, com o Brasil tendo mais a iniciativa e o Paraguai seguindo com suas linhas recuadas. Por outro lado, a equipe da casa tocou muito a bola de um lado para o outro e pouco arriscou chutes de fora da área. Aos 7, Gatito saiu jogando mal, Allan ficou com a bola e tocou para Arthur na direita. O volante ganhou espaço e chutou no canto direito, mas a bola subiu e foi para fora.

Pouco depois, o Paraguai ficou com um jogador a menos. O chileno Roberto Tobar chegou a marcar pênalti para o Brasil, de Balbuena sobre Firmino, depois de boa jogada de Gabriel Jesus. No entanto, o árbitro consultou o VAR e mudou a decisão, marcando falta fora da área. Por ter impedido um lance de gol, o ex-corintiano foi mais cedo para o chuveiro. Aos 14, Daniel Alves cobrou a falta na entrada da área e Gatito espalmou para escanteio.

Balbuena foi expulso depois de falta em Firmino (Foto: Raul Arboleda/AFP)

Com um menos em campo, o Paraguai se fechou mais ainda. Aos 18, Thiago Silva se aventurou na frente, ficou com a bola e chutou fora da área, mas Gatito ficou com a bola. Agora, Tite foi para o tudo ou nada tirando o volante Allan para a entrada do atacante Willian. Aos 28, Everton fez excelente jogada pela esquerda, vai pra lá, pra cá, cruzou com a direita, e Coutinho tentou cabeceio, errou, Gabriel Jesus ficou com a sobra e mandou para fora.

Só Brasil vinha atacando nos últimos minutos. Aos 30, Marquinhos cruzou da direita, Firmino cabeceou e a bola passou rente à trave de Gatito. Aos 31, Willian fez boa jogada pela direita e acionou Coutinho, que tentou o chute. A bola sobrou na esquerda para o Everton, que finalizou com a perna direita e foi para fora.

Nervosos em campo, os jogadores brasileiros erravam jogadas simples. Aos 42, Coutinho cobrou falta da esquerda, Alex Sandro desviou de cabeça e Gatito fez defesa sensacional. Aos 44, Willian tabelou com Firmino e chutou de canhota na meia-lua; A bola bateu no pé da trave direita de Gatito. No contra-ataque, aos 47, Escobar ficou com a bola pela direita, a defesa do Brasil tentou se recompor, o zagueiro chutou, e a bola bateu no próprio Arthur e vai para fora.

Foto: Juan MABROMATA / AFP

A torcida brasileira empurrou o time até nos acréscimos. Aos 50, Marquinhos arriscou de longe, a bola sobrou com Everton dentro da área, livre, ele chutou forte, mas teve desvio e foi para fora. Aos 51, Coutinho ficou com rebote na entrada da área, chutou colocado, a bola passou perto do travessão de Gatito. Apesar de toda a pressão e com um mais em campo, os brasileiros não conseguiram derrotar os paraguaios no tempo normal. Desta forma, a decisão da vaga será nas penalidades.

A primeira cobrança da série, do palmeirense Gustavo Gómez, foi defendida por Alisson. O Brasil acertou em seguida com Willian, Marquinhos e Coutinho. Porém, Firmino desperdiçou sua chance. Do outro lado, depois de acertos de Almirón, Valdez e Rojas, o santista Derlis González bateu para fora. Assim, o último pênalti sobrou para Gabriel Jesus, que mandou para as redes e saiu para comemorar.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 0 (4) X (3) 0 PARAGUAI

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data: 27 de junho (quinta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Rios (Chile)
VAR: Julio Bascuñan (CHI) auxiliado por Piero Maza (CHI) e Nicolas Tarán (URU).
Renda: R$ 10.352.430
Público Total: 48.211
Cartão amarelo: Filipe Luís, Roberto Firmino, Arthur (Brasil) Arzamendia, Piris, Alonso (Paraguai)
Cartão vermelho: Balbuena (Paraguai)

BRASIL: Alisson, Daniel Alves (Lucas Paquetá), Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís (Alex Sandro); Arthur, Allan (Willian) e Philippe Coutinho; Everton, Gabriel Jesus e Roberto Firmino.
Técnico: Tite

PARAGUAI: Gatito Fernández, Iván Piris, Balbuena, Gustavo Gómez e Alonso; Richard Sánchez (Escobar), Ortiz, Pérez (Rodrigo Rojas) e Arzamendia (Valdez), Almirón e Derlis González.
Técnico: Eduardo Berizzo

VOCE TAMBÉM PODE GOSTAR
loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here