San Diego (EUA) – A batalha judicial da bielorrussa Victoria Azarenka pela guarda do seu filho ganhou mais um capítulo. Brigando com o ex-namorado e pai de Leo, que nasceu em dezembro do ano passado, a ex-número 1 do mundo foi proibida de deixar o estado da Califórnia com a criança.

Segundo informou o TMZ, ela recebeu uma ordem judicial que a impede de deixar a Califórnia e por isso não vai poder jogar em Cincinatti, que começa na próxima semana, e corre cada vez mais risco de não disputar o US Open, que começa no dia 28 de agosto.

Tudo isso porque o caso não deve se resolver antes de outubro. De acordo com Laura Wasser, advogada contratada por Azarenka e famosa por trabalhar em casos de divórcio, a tenista se comprometeria a pagar passagens e estadia para que Billy McKeague, o ex-namorado, pudesse acompanhá-la com a criança em Nova York.

Contudo, o pedido da bielorrussa junto à justiça norte-americana foi negado. A juíza também teria negado a decisão de uma corte em Belarus, que concede a Azarenka a guarda do filho de apenas oito meses de idade.

Azarenka e o pai do seu filho se separaram definitivamente em julho deste ano e desde então brigam para ver quem fica com a guarda de Leo. Por causa de tudo isso, a bielorrussa não tem jogado. Seu último torneio foi Wimbledon, onde venceu três jogos e só parou diante da romena Simona Halep, nas oitavas. Ela ocupa atualmente a 203ª colocação no ranking.

Share This:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here