botipromo_728x90

Parecia história de filme, que fez lembrar o último capítulo da série ‘Rocky’ de Sylvester Stallone! Anderson Silva, com 43 anos, longe de sua melhor forma, subiu no octógono para encarar Israel Adesanya, uma das maiores revelações do esporte e considerado amplo favorito para a luta. Mas o Spider mostrou porque é uma lenda do esporte  e travou um duelo equilibrado do primeiro ao último segundo. Ao final, assim como no clássico do cinema, o favorito levou a melhor na decisão dos juízes (30-27, 29-28, 30-27). O combate foi a atração principal do UFC 234, evento realizado neste sábado (09), em Melbourne (AUS).

Assim como no filme, a torcida, antes dividida, entrou nos gritos de ‘Silva, Silva, Silva’. Em sua entrevista no octógono, Anderson pegou o microfone e encerrou com a celebre frase de Rocky Balboa, no primeiro filme da série, ‘Adrian, eu te amo!’

Antes disso, Anderson falou sobre a felicidade de voltar a lutar. “Eu estou muito feliz. Quero agradecer a Deus por me dar mais uma chance de vir e fazer meu melhor. Amo meu trabalho. Sei que é duro, este cara é incrível, é forte. Mas este é meu coração, por isso continuo lutando. Muito obrigado a cada pessoa que veio aqui hoje… Quero lutar em Curitiba, minha cidade”, disse o Spider.

PUBLICIDADE_____________________________________________________________

Por outro lado, mesmo com a vitória Adesanya se rendeu ao talento do brasileiro em sua entrevista no octógono. “É como se, se eu jogasse basquete, se eu jogasse contra Michael Jordan. Anderson, obrigado, meu amigo, você vem fazendo isso há muito tempo”, afirmou o nigeriano.

A luta

O combate entre Anderson e Adesanya começou tenso. Os lutadores mantiveram uma distância e demoraram para disparar os primeiros golpes. O nigeriano tentou os primeiros chutes, mas o brasileiro respondeu na mesma moeda. Israel controlava as ações, tomava a iniciativa com chutes e socos, enquanto o Spider esperava o melhor momento para atacar. Mesmo assim, ele abaixou a guarda, fintou o rival e chamou Adesanya para a troca de golpes em algumas oportunidades.

No segundo round, Anderson cresceu na luta e trouxe a torcida com ele. Mesmo com Adesanya, residindo na vizinha Nova Zelândia, o público australiano se empolgou com o jogo do brasileiro. Ele abaixou a guarda, desviou dos ataques de mão do rival, abaixou dos chutes e caminhou pra frente conectando bons golpes. Mesmo longe da melhor forma, Anderson mostrou agilidade para desviar dos golpes do adversário e habilidade para conectar bons golpes.

O terceiro assalto, com a luta totalmente indefinida, voltou a ser equilibrado. Adesanya tomou a iniciativa da luta, enquanto o brasileiro mostrou toda sua versatilidade para esquivar das investidas e atacar de forma plástica. Em um desses momentos, Anderson segurou a perna do rival, desequilibração o nigeriano e quando ele tentou se levantar, o ex-campeão soltou uma linda joelhada voadora. Por outro lado, Israel preferiu não se arriscar na troca com Silva. Ele somou os pontos necessários para garantir a parcial e levar a peleja na decisão dos juízes.

Resultados do UFC 234

Card Principal

Peso médio: Israel Adesanya derrotou Anderson Silva na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso leve: Lando Vannata finalizou Marcos ‘Dhalsim’ Rosa com uma kimura aos 4m55s do R1

Peso galo: Ricky Simon derrotou Rani Yahya na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-25, 30-27)

Peso mosca: Montana De La Rosa finalizou Nadia Kassem com uma chave de braço a 2m37s do R2

Peso meio-pesado: Jim Crute derrotou Sam Alvey por nocaute técnico a 2m49s do R1

Card Preliminar

Peso leve: Devonte Smith derrotou Ma Dong Hyun por nocaute técnico a 3m53s do R1

Peso pena: Shane Young derrotou Austin Arnett na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca: Kai Kara-France derrotou Raulian Paiva na decisão dividida dos juízes (28-29, 28-29, 29-28)

Peso galo: TKyung Ho Kang finalizou Teruto Ishihara com um mata-leão a 3m59s do R1

Peso leve: Jalin Turner derrotou Callan Potter por nocaute a 53s do R1

Peso galo:Jonathan Martinez derrotou Wuliji Buren na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)


RECOMENDADO PARA VOCÊ

loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here