Os elefantes sempre foram mamíferos considerados extremamente sociáveis. Além de sua aparência física insubstituível, os elefantes têm um apego natural à mãe e aos seus semelhantes.

No momento em que estes dois pilares importantes faltam, o grande mamífero pode viver uma vida muito difícil, assim como aconteceu com Flávia, elefante símbolo do parque zoológico da cidade de Córdoba.

PUBLICIDADE_____________________________________________________________

Este pobre elefante chamado Flávia passou a maior parte de sua vida sozinho no zoológico de Córdoba, na Espanha. Ele não teve um único amigo nos últimos 43 anos. Ele nunca viu outro elefante em sua vida, de acordo com o partido de direitos dos animais PACMA.

Houve também sinais prévios de que Flávia estava sofrendo de angústia em cativeiro. Ele também sofria de artrite e distúrbios psicológicos derivados de seu confinamento, falta de espaço e incapacidade de se comportar livremente.

Em 2018, o partido espanhol de defesa dos direitos dos animais denunciou a triste condição do elefante e pediu à estrutura do zoológico para poder transferir o animal para um santuário. Depois de muitos protestos públicos, o zoológico finalmente concordou com o Pacma para levar o elefante a um lugar agradável, onde ele poderia finalmente passar mais tempo com outros paquidermes.

Infelizmente, Flavia morreu antes de ter esta oportunidade. Em 1 de março de 2019, aos 47 anos, Flavia morreu no zoológico após vários meses de deterioração da saúde causada por doenças anteriores adquiridas ao longo dos anos e pela deterioração causada pela grave depressão que o paquiderme havia desenvolvido em décadas de cativeiro e isolamento.

O partido dos direitos dos animais, após a morte de Flávia, publicou uma mensagem comovente no Facebook: “Esta história poderia ter tido um final feliz. Nós estávamos fazendo um grande esforço para melhorar sua saúde e salvá-la. Descanse em paz, Flávia.”

Mas, embora a história de Flávia possa ser assustadora, os amantes de animais esperam que seu destino possa aumentar a conscientização sobre os elefantes forçados a viver em cativeiro ao redor do mundo, muitos dos quais estão em condições similares, e que tenham a oportunidade de serem liberados antes que sua condição piore.

A declaração oficial do zoológico de Córdoba dedicada ao falecimento do elefante Flavia gerou uma onda de emoção no Facebook:

Todo el personal del Parque Zoológico Municipal que ha tenido la suerte de trabajar con Flavia lamenta el fallecimiento…

Posted by Zoo de Córdoba on Friday, March 1, 2019

VOCE TAMBÉM PODE GOSTAR
loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here